A partir desta terça-feira (15), o público de Belo Horizonte poderá contar com serviço de aluguel de patinetes elétricos em bairros da região Centro-Sul, como Savassi e Santa Efigênia. O aparelho de mobilidade urbana que se tornou febre nos Estados Unidos e na Europa agora poderá ser alugado em espaços dedicados também ao compartilhamento de bicicletas.

Já presente desde o ano passado em São Paulo, a empresa Yellow inicia a operação piloto nos bairros Centro, Savassi, Santa Efigênia, Santo Agostinho, Lourdes, Funcionários, Carmo, Cruzeiro, Anchieta e Sion com mais de 500 bikes e 250 patinetes.

Para as bicicletas, o preço do aluguel é de R$ 1 a cada dez minutos, enquanto que para os patinetes o custo é de R$ 3 para o desbloqueio e R$ 0,50 para cada minuto de uso. As corridas podem ser pagas com cartão de crédito e dinheiro e os créditos para uso das bicicletas poderão ser comprados em dinheiro em estabelecimentos parceiros espalhados pela cidade.

Os patinetes estarão disponíveis todos os dias da semana das 8h às 20h, em pontos parceiros. No final do dia a Yellow recolhe os patinetes para recarga, manutenção e limpeza. E na manhã seguinte, os disponibiliza novamente para uso nos pontos privados.

Já as bikes podem ser usadas de segunda a segunda, 24 horas por dia, e estacionadas depois em qualquer lugar dentro da área de atuação da Yellow na cidade, em locais onde o estacionamento de bicicletas é permitido (paraciclos e vagas comum de veículos, perpendicularmente ao sentido da via). A novidade é que este serviço é realizado sem estação para retirada e devolução.

Cuidados

Muitos usuários de bicicletas já estão familiarizados com as regras de trânsito específicas para o veículo, como não trafegar na contramão, não subir nas calçadas, usar capacete e respeitar os semáforos. Mas e para o patinete? Quais são as regras?

No site da Yellow, a empresa recomenda o uso de capacete e afirma que é possível andar até 6 km/h em calçadas e até 20 km/h em ciclovias e ciclofaixas. Para o uso noturno, a recomendação é acender os faróis.

A BHTrans afirma que segue a Resolução 465/2013 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) que estabelece regras para novos veículos motores de mobilidade individual. Nesta lei, se estabelece que a circulação só é permitida em áreas de circulação de pedestres, ciclovias e ciclofaixas, ou seja, os patinetes não podem ser usados em ruas e avenidas.

Os aparelhos devem ser dotados de indicador de velocidade, campainha, sinalização noturna, espelhos retrovisores, pneus em condições mínimas de segurança. O uso do capacete é obrigatório, segundo o Contran.

Os cuidados são extremamente necessários porque, embora o patinete não alcance uma alta velocidade, ele pode gerar acidentes e machucar tanto quem o usa quanto outra pessoa, num caso de atropelamento.

Nos Estados Unidos, onde o patinete vem sendo usado por um grande número de pessoas, há registros de acidentes com gravidade, especialmente no Estado da Califórnia. Até mesmo o famoso cantor Shaw Mendes mostrou em suas redes sociais como ficou machucado após cair de um patinete em setembro do ano passado.

FONTE: Hoje em Dia

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.